Artista iraniano retrata o sacrifício dos profissionais de saúde na pandemia

nbsp

Enquanto muitos de nós estamos sentados no conforto de nossos lares com a pandemia do Coronavírus, muitos estão sendo privados desse privilégio. Médicos, enfermeiros, profissionais de saúde em geral e outros trabalhadores de serviços essenciais continuam trabalhando dia e noite na linha de frente para que todos fiquem bem e seguros.

Com a crescente da contaminação, esses profissionais passam a enfrentar além de longas horas de trabalho ininterrupto e, muitas vezes, da privação do contato com a própria família, condições cada vez menos favoráveis com o escasseamento dos equipamentos de proteção à doença.

Tendo em mente esse sacrifício, o cartunista iraniano Alireza Pakdel criou uma série de charges que, ao mesmo tempo que homenageiam esses profissionais ou voluntários, nos fazem refletir mais profundamente sobre o tema.

As ilustrações representam o sacrifício de médicos, enfermeiros, bombeiros e varredores de rua combatendo o inimigo invisível na linha de frente. O artista consegue enfatizar de modo sensível a solidariedade, empatia e o instinto protetor que se propagam pelo mundo nesse momento.

Pakdel ainda reforça nos cartuns a importância da população ficar em casa, não viajar e contribuir como pode, com ações voluntárias.

O artista iraniano esteve no Salão Internacional de Humor de Piracicaba no ano passado e participou da mostra paralela “Amor e Humor Iraniano”, ao lado da esposa e também artista Saba Darabian. Pakdel foi ainda o ganhador do Grande Prêmio do Salão de Piracicaba em 2016, com uma charge sobre a indiferença do mundo ante o drama dos refugiados:

nbsp
crédito: Alireza Pakdel

Andresa Scucuglia

Curiosa sobre o futuro, tecnologia, arte, cultura, a vida, o universo e tudo mais!

post anterior
nbsp

Sobre esse tempo de aulas remotas

próximo post
nbsp

Turbi libera aluguel de carro de graça para profissionais da saúde em São Paulo

relacionados