Série especial sobre meditação e mindfulness, parte quatro


Faz pouco mais de um ano que comecei minha jornada de apps de meditação, e prometi para você uma série de alguns que testei, com o tempo passando e readaptando a nossa realidade pandêmica, atrasei um pouco a continuação, mas eis-me aqui, compartilhando um pouco mais sobre minhas experiências pessoais com alguns apps.

Antes de começar minha primeira meditação com o Insight Timer, quero detalhar uma distinção entre ele e os aplicativos que já usei. Enquanto Calm, Headspace e Waking Up têm uma voz consistente, com a maioria do conteúdo disponível apenas para assinantes premium, o Insight Timer tem milhares de meditações gratuitas registradas por vários professores de mindfulness. Compartilhei recente uma experiência com o app e a meditação guiada da Gisele Bündchen. Mas o app também conta com conteúdo adicional que está disponível para assinantes premium por US$ 60 anualmente.

Eu achei isso com alguns prós e contras. Obviamente, é um grande benefício ter tanto conteúdo disponível de graça, mas a riqueza de opções foi um pouco esmagadora, e talvez eu ache difícil manter minha prática consistente sem uma nova meditação selecionada para mim todos os dias.

No entanto, como gerenciar a ansiedade tem sido meu foco principal até agora, filtrei todas as meditações disponíveis por “Ansiedade” e selecionei “Diminuir Ansiedade e Aumentar a Paz” pela terapeuta familiar Andrea Wachter. (Esta sessão também está disponível, descobri mais tarde, no site dela.)

A Pratica

O áudio desta sessão foi, por falta de um termo melhor, o mais “new age” que eu ouvi até então. Isso não é necessariamente uma coisa ruim! A música ambiente tocou em segundo plano por toda parte e essa foi a única meditação até agora que terminou com um “Namaste”. Caso contrário, Wachter se concentrou principalmente em métodos específicos para reduzir minha ansiedade no momento. Como muitas vezes faço uma pausa no trabalho para meditar, isso nem sempre é a coisa mais fácil.

Ela me lembrou várias vezes que “neste momento” eu estava completamente seguro. No começo, achei isso estranho, mas muitas vezes esqueço que a ansiedade é uma resposta apreensiva à sensação de que algo pode acontecer no futuro. Frequentemente, estamos tão empolgados com o sentimento de ansiedade que deixamos de reconhecer que nada de ruim aconteceu. Esse lembrete me ajudou a voltar ao momento presente, o que naturalmente diminuiu minha ansiedade, pois (pelo menos por breves momentos) eu não estava me preocupando com algo ruim no futuro.

Da mesma forma que no Headspace, Wachter me pediu para examinar meu corpo e perceber qualquer tensão ou outras sensações. Ao contrário do Headspace, ela enfatizava a “rendição” – me ver separado da rigidez dos meus músculos e me deixar relaxar.

Após a meditação, que foi completamente relaxante e proporcionou alguns momentos genuínos de presença clara, tive que focar rapidamente para outra tarefa, então posso não não ter sido capaz de aproveitar o brilho em um trabalho de atenção plena e bem feito. Como a vida.

Recomendo sempre o teste e compartilhar o que achou da sua experiência, esta foi a minha primeira e depois tive tantas outras melhores ainda e cada vez mais entendendo um pouco mais da minha ansiedade e controle da mente.

No próximo artigo, explorarei algumas meditações mais guiadas dos meus programas selecionados e tentarei determinar, pelo menos para mim, quanta orientação é demais, quanto é muito pouco e quanto é o ‘certo’.

Adoraria ouvir de você! Qual é o seu aplicativo de meditação?

Julio Moraes

Julio Moraes é executivo da área de estratégia e criativo em marketing, digital e entretenimento há mais de 17 anos, tem na bagagem trabalhos em mais de 20 empresas nacionais e internacionais de diversas áreas. E hoje, vive e trabalha em Los Angeles, como Executive Creative Director, e leva na mochila prêmios como Critic's Choice Awards, EMMY® e OSCARS®, além de indicados ao Golden Globes® e BAFTAS®.