As 6 principais descobertas sobre os fãs de áudio mais sociáveis: a geração Z

Segundo o relatório global de tendências anual do Spotify, a Geração Z é altamente engajada com o áudio digital e fazem streaming de música com mais frequência do que usam outras mídias como vídeos, jogos e TV.
nbsp
man with curly hair listening to music with headphones teen fashion new technology t shirt. High quality photo

De acordo com o relatório global de tendências anual do Spotify, o Culture Next (que já publicamos aqui) só no primeiro trimestre de 2022, os usuários de 18 a 24 anos ouviram mais de 578 bilhões de minutos de música no Spotify (mais do que qualquer outro grupo), com cerca de 16 bilhões de minutos a mais do que os usuários de 25 a 34 anos.

Além disso, o streaming médio de podcasts da Geração Z no Brasil aumentou 56% no Spotify no primeiro trimestre de 2022 comparado ao mesmo período de 2021. Hoje, 59% dos brasileiros de 18 a 24 anos escutam podcasts semanalmente.

Confira as principais descobertas sobre a Geração Z no Spotify:

1. Nenhum outro formato ajuda a Geração Z a explorar e mostrar seu gosto único como o áudio. 

69% da GenZ no Brasil afirmou que o áudio permite explorar partes desconhecidas da cultura que de outro modo não seria possível aproveitar. Mais do que isso, o áudio ajuda essas pessoas a descobrirem partes desconhecidas delas mesmas: 84% afirmaram que o áudio permite explorar lados diferentes das suas personalidades.


2. A Geração Z recorre aos podcasts porque lá encontra um lugar seguro para lidar com as questões mais complexas da vida.

Para eles, os podcasts vão além do entretenimento e servem como um espaço para conhecimento, aprendizado e até mesmo catarse. No Brasil, a Geração Z ouviu 111% mais podcasts sobre saúde mental no primeiro trimestre de 2022 do que em 2021. Esse é o gênero de podcasts mais ouvido pela Geração Z no mundo todo.

3. 56% dos usuários de 18 a 24 anos no Brasil dizem que recorrem aos podcasts para encontrar respostas a questões difíceis e pessoais antes de conversar com as próprias famílias

Já 83% desse grupo ouve podcasts para usar as informações nas conversas com os amigos. Isso não quer dizer que a Geração Z deixou de ter conversas profundas com outras pessoas, mas os podcasts se transformaram em um complemento poderoso.

4. A Geração Z está reinventando a nostalgia. Essas pessoas olham para a cultura pop de outros tempos com uma visão atual, buscando inspiração para criar algo novo e próprio

Para participar das últimas tendências em vídeos nas redes sociais, como fazer passos de dança, tutoriais de maquiagem, mostrar o look e muito mais, a Geração Z está usando hits antigos, colocando essas músicas em alta novamente. Os streamings do Nirvana e Coldplay aumentaram bastante para os ouvintes de 18 a 24 anos no mundo todo entre março de 2022 e o ano anterior.

5. A nostalgia oferece um sentimento de conforto em meio à incerteza

Enquanto os Millennials sentem nostalgia pelas épocas passadas que eles viveram, os GenZers escolhem praticamente qualquer era que permita fugir da realidade atual. 69% da Geração Z no Brasil afirmou que gosta de ouvir e ver conteúdo de décadas passadas porque isso lembra um tempo em que as coisas eram mais simples.

6. 69% dos ouvintes da Geração Z no Brasil acreditam que os hábitos de streaming refletem quem eles são.

81% afirmaram ter aprendido algo pessoal ao examinar o próprio hábito de streaming. Mais do que qualquer outro meio, o áudio oferece à Geração Z a chance de elaborar as histórias que ela conta sobre si mesma. Essas pessoas já escolhem artistas musicais, podcasts e playlists para moldar essas histórias.


Para mais informações sobre a metodologia, acesseo estudo aqui.

Wagner Brenner

Fundador e editor do Update or Die.

post anterior
nbsp

Com o dobro de estrutura, o Festival Coala faz sua melhor edição. 

relacionados