in

Doze Flores Amarelas, A Ópera Rock – TITÃS 

“Doze Flores Amarelas” é – praticamente – o primeiro disco dos Titãs. E não é uma frase de efeito, muito menos uma negação ao brilhante passado da banda (que eu adoro e sou fã de carteirinha). É uma constatação, e não só minha – ao começar esse texto. É uma constatação na hora em que os três integrantes originais do grupo – Branco Mello, Tony Bellotto e Sérgio Britto – sentam para falar sobre a obra.

O recorte musical que acabou de ganhar as plataformas digitais (01) é uma parte do grande projeto que é a primeira ópera rock realizada por uma banda no Brasil. As duas outras partes deste tripé são: (02) o teatro –  encenação em palco – e (03) o cinema (ou algo próximo a isso) nas projeções que compõem o espetáculo.

Além dos três músicos, juntam-se a banda, o baterista Mario Fabre, o guitarrista Beto Lee e as três ótimas vocalistas, Corina Sabbas, Cyz Mendes e Yas Werneck, que fazem as três Marias do espetáculo.

Doze Flores Amarelas conta a história das Três Marias: estudantes da faculdade, querendo diversão  que consultam o aplicativo “Facilitador” para saber a melhor maneira para curtir uma festa. Na loucura desta noite de balada, Maria A, Maria B e Maria C são violentadas por cinco colegas, gerando consequências significativas na vida de todos. Reflexões, decisões e conflitos mostram as diferentes reações de cada uma delas. As três Marias consultam novamente o Facilitador sobre como devem proceder. Doze Flores Amarelas é um feitiço indicado para a vingança. Um dos jovens abusadores morre. Surgem questões e elas decidem se livrar do Facilitador, denunciar os abusadores e viver segundo suas próprias convicções, sem se submeter a convenções sociais nem a sugestões de oráculos, cibernéticos ou não.

Essa é a base das 25 músicas e interlúdios (narrados por Rita Lee) de “Doze Flores Amarelas”.

Se você escutar com a atenção às letras de quem lê um livro, sai com urgência de assistir ao espetáculo. Muito por conta de o texto não ser exatamente literal, mas com certas aberturas que permitem ao ouvinte ou espectador se apropriar da história e extrair de acordo com seu entendimento. Aproveitando o lançamento, bati um papo com o  Otávio, um dos diretores do espetáculo, que mandou um depoimento exclusivo para o UoD:

“Dirigir a Ópera foi uma jornada desafiadora. Quando fui a convidado a participar, a banda me enviou uma demo com as músicas gravadas no formato violão, voz e piano. Fiquei estarrecido com a teatralidade das canções. Era uma obra pedindo para ser levada aos palcos. Uma obra corajosa de uma banda de 35 anos de estrada. O argumento, assinado por Branco Mello, Sérgio Britto, Tony Bellotto, Marcelo Rubens Paiva e Hugo Possolo (que dividiu a direção comigo) trazia inquietações atuais e contemporâneas.

Com a presença das cantoras/atrizes Corina Sabbas, Cyz Mendes e Yaz Werneck, levar tudo aquilo para os palcos foi um prazer. Com Beto Lee e Mario Fabre em grande forma, a banda brilhava. Todo o processo foi uma construção coletiva – dentro de um formato inovador, com os Titãs presentes no palco durante todo o espetáculo. E a narração de Rita Lee… que prazer abrir as cortinas ao som de sua voz!

O DVD sai em breve, gravado com 20 câmeras e com a produção musical de Rafael Ramos. Dirigir também o DVD ao lado de Luciana Ferraz, que assina o video cenário do espetáculo, foi gratificante. Conhecendo a movimentação e os “segredos” do palco de Doze Flores Amarelas, pudemos trazer a Ópera Rock com fidelidade para as telas”. – Otávio Juliano.

Assista com carinho. Vale de verdade. Prometo!

Ficha técnica:

Musicas – Titãs
Direção Artística – Branco Mello, Sergio Britto e Tony Bellotto
Argumento – Branco Mello, Sergio Britto, Tony Bellotto, Hugo Possolo e Marcelo Rubens Paiva
Libreto – Hugo Possolo
Direção do espetáculo – Hugo Possolo e Otavio Juliano
Direção geral de Produção – Angela Figueiredo
Elenco: Branco Mello, Sergio Britto, Tony Bellotto, Beto Lee, Mario Fabre, Corina Sabbas, Cyz Mendes e Yas Werneck
Produção Musical – Rafael Ramos
Cenário – Hugo Possolo, Otavio Juliano, Luciana Ferraz e Julio Dojcsar.
Desenho de luz – Guilherme Bonfanti
Design e Criação de vídeos – Luciana Ferraz
Figurinos – Renato Paiutto
Direção de movimento – Olivia Branco
Design Gráfico – Juliano Seganti
Assessoria de Imprensa – Perfexx
Produção Executiva – Ricardo Moreira e Ricardo Mateus
Coordenação de produção – Deyse Simões
Coordenação geral do projeto – Angela Figueiredo
Realização – TITÃS Empreendimentos

Report

What do you think?

82 points
Upvote Downvote
Mentor

Written by Gustavo Giglio

Updater, sócio do UoD, diretor de marketing/novos negócios.

100 Posts Mr. Postman!1000 Posts NinjaContent AuthorStory Maker

2 Comments

Leave a Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *