Esqueça a maçã do Isaac Newton. A Lei da Gravidade veio do universo do ocultismo

A cara do Peter Frampton

Essa eu aprendi só agora, de um livro que estou lendo.

O garotão Isaac Newton andava calmamente por um campo na Inglaterra com sua cara de Peter Frampton jovem quando uma maçã caiu bem na sua cabeça. Pónga!

Ao invés de sair com um galo, saiu com a Lei da Gravidade + 3 leis que são a base da física moderna.

Pelo menos, é o que dizem.

Sir Newton não foi brincadeira. É considerado como uma das pessoas mais importantes de toda a história da humanidade. Nada mal. Mas o que nem todo mundo sabe é que a Lei da Gravidade e as 3 Leis de Newton não são fruto do fruto (não resisti). Nem tampouco de cálculos sem fim.

A verdade é que o Newton era chegadíssimo no ocultismo de modo geral: paranormalidade, forças ocultas, mistérios sem explicação. Tudo isso que, hoje não combina muito com a ciência, mas que naquela época eram universos bem mais próximos.

O ocultismo era de fato uma obsessão e Newton dedicava todo seu tempo a encontrar uma explicação para – olha que lindo agora- “forças capazes de influenciar ou alterar outras coisas, mesmo a distância”.

E caramba… achou exatamente isso.

O cara achou a Lei da Gravidade!  

Remexendo no baú de mistérios e das forças ocultas, acabou descobrindo simplesmente a força que explica a ordem e a dinâmica de todo o universo.

É como se ele estivesse procurando uma simpatia pra reconquistar um amor perdido e acabasse descobrindo porque o oceano não fica flutuando ao nosso redor. E porque todos os planetas fazem as cirandas que fazem em volta do Sol.

Muito mais mágico e espetacular que a tal história da maçã hein?

Dizem que Newton não foi o primeiro representante da Era da razão, mas sim “o último da era mágica”, um tempo em que alquimia, superstição, ocultismo e ciência andavam de mãos dadas. Paulo Coelho concorda. O que acabou gerando uma outra visão de mundo e uns malucos geniais de verdade (Lavoisier foi a mesma coisa, a base da química vem da alquimia). Eram as ciências ocultas que propunham ir além do empírico. Afinal, até hoje, o que sobra para ser explorado são os mistérios, não é mesmo?

Enfim, depois desse momento “você sabia que?” vai lá no arquivo “Isaac Newton” no seu cérebro, apaga a maçã e coloca um bonequinho de vudú no lugar. Mais mágico, mas também mais correto.

Achei um documentário da BBC pra dar um clima. “Isaac Newton. The Dark Heretic”.

Isaac Newton. The Dark Heretic

Default image
Wagner Brenner

8 Comments

  1. Que belo texto, Wagner! Parabéns! Atualmente ando buscando também alguma explicação para certos eventos de nossas vidas pela influência de energia. Aí achei um outro assunto bem interessante, que talvez você se interesse também, sobre o poder das mãos que purifica o espírito, por uma técnica chamada Johrei. Um abraço.
    http://www.messianica.org.br/colunas_da_salvacao….

  2. ps: fisica classica nao moderna

  3. Nossa Wagner, excelente o texto!

    Vou procurar o livro, (claro!) comprar o Absinto, e atualizar as imagens do meu HD humano! 🙂

  4. E tb a marca do Absinto que Sir Newton estava tomando quando descobriu isso tudo…rsrs

  5. Claro. É o "Know it All", escrito pelo ex-editor da Esquire que tirou 2 anos da sua vida para ler a Enciclopédia britânica inteira. Meu livro de cabeceira. Além de superinteressante, o texto é muito divertido.

  6. Wagner, será que você poderia dizer o título do livro?
    Achei extremamente interessante.

Leave a Reply

Ad Blocker Detected!

Refresh