Emendando vinil, o sampling analógico

Placeholder

Sampling não é uma técnica tão recente quanto a gente imagina, só é mais comum agora.

Mas já se fazia na década de 60, quando o pessoal usava pedaços de fitas em outras músicas ou quando emendavam suas próprias pontas para fazer loops. Muito do rock psicodélico da década seguinte surgiu justamente por causa dessa experimentação.

Quem também gosta de fazer esses experimentos analógicos é o espanhol Ishac Bertran, que também faz suas emendas, só que em discos de vinil. Um cut and paste literal. O cara corta pedaços de um vinil com um laser e cola em outro (usando um durex sem-vergonha mesmo) criando loops em vinis Frankenstein assassinos de agulhas, coitadas.

Mais informações no Blog do Ishac-ac-ac-ac-ac-ac-ac-ac Bertran.