Os subsequentes do “primeiro beijo”

01

Você já viu aqui no UoD a peça de branded content com formato de viral – criado para a marca americana Wren – em que 20 casais se beijam pela primeira vez. O mote é o beijo, mas intrinsecamente estão as peças da nova coleção da marca Wren que vestem as personagens do vídeo. O apelo do discurso foi tão grande que resultou em mais de 7 milhões de visualizações num único dia.

É de fato, uma produção esteticamente muito boa. Provavelmente inspirada no curta-metragem “Le Baiser” (1990), do cineasta francês Pascale Ferran.

O que quero evidenciar aqui é que invariavelmente, o sucesso da propagação espontânea de um viral acaba sempre estimulando que outros aproveitem a onda da “conversação”. Foi o caso da marca inglesa Snog, de iogurte “frozen”. Sem perder o timing, a marca logo lançou a “sua versão” chamada de #FirstSnog.

Virais assim promovem o tal “meme”, capaz de estimular uma série de variações criativas, produzidas por usuários espalhados em todos os cantos. Algumas inclusive, fazendo críticas diretas ao filme original. Deixo aqui no post, algumas dessas variações:

OBS: esse post foi produzido com dicas sugeridas pelos meus alunos franceses em intercâmbio no Brasil, Juline Lesage e Antoine Loctim.

Default image
Eric Messa
É professor da faculdade de Comunicação e Marketing e Coordenador do Núcleo de Inovação em Mídia Digital da FAAP/SP. Pesquisar tendências e inovações na área da comunicação digital é o que move seu dia-a-dia.
Leave a Reply

Ad Blocker Detected!

Refresh