Ontem de manhã foi a única exibição de “The diretor and the Jedi”, dirigido por Anthony Wonke, um doc que na verdade é um making of de uma hora e meia pra deixar qualquer um boquiaberto. A produção do blockbuster deixa a construção dos estádios da copa no chinelo, sendo que a Saga Star Wars, sim, é um legado para a humanidade.

O filme é um grande passeio por todas as unidades de produção: casting de figurantes, hair stylist, figurino, design de personagens, construção de robôs, locações na Irlanda e Croácia, fofocas do set e bastante mais. Essa é a técnica por trás da magia da série, que pegou um camarote no universo da cultura pop para Luke, Solo, Chewie e cia.

E, falando neles, depois da sessão Rian Johnson, diretor e co-roteirista do episódio VIII foi ao palco falar sobre o filme e pedir que beliscassem ele, que viu os filmes quando era garoto e agora havia dirigido um. O problema foi que o convidado, Luke Skywalker aka Mark Hamill entrou no palco também e daí em diante só se falou no homem do sabre luz.

Depois do almoço, num auditório mais cheio de gente do que de troopers na Estrela da Morte, Rian Johnson deu uma entrevista para Joanna Robinson da Vanity Fair. Nesta ele aproveitou para falar sobre seu trabalho como roteirista de séries como Brick e Breaking Bad, onde assina três episódios.

O papo estava bom até o Jedi aparecer de novo. O simpaticão Mark Hamill entrou no palco, e se esparramou no sofá e o assunto virou de novo para Luke Skywalker. Falou sobre sua relação no set com o diretor e sobre como não pode dar o tom que queria para Luke. Contou que Johnson lhe disse “eles (o ator e o personagem) não podem sempre dar o que a audiência espera e quer. Mas eles podem dar algo que a audiência não espera nem sabe que queria.” Hamill teve que concordar: “ele está sempre certo.” E Rian Johnson ainda justificou “se você olhar para a jornada do herói, ela vai aos lugares mais escuros…Mitos não são feitos para vender bonecos de brinquedo. Mitos servem para nos ajudar a entender as transições mais difíceis da vida.”

Palavras de Mestre para o Jedi.

 


Este post faz arte da cobertura oficial do SXSW 2018 pelo Update or Die, diretamente de Austin, no Texas. Não deixe de conferir os outros posts com o melhor do festival na nossa página exclusiva do festival clicando aqui.