in

O espremidíssimo novo logo da Zara

Era uma vez um Z, um A, um R e um outro A que entraram em um elevador lotado. 

“Dá licença gente, pode apertar um pouquinho?”

Olha aí a nova versão de logo para a Zara, a rede de moda da Galicia, que está enlouquecendo diretores de arte por todo o mundo. 

Fico tentado a enumerar alguns aspectos equivocados e até mencionar maldosamente que pode se tratar de trabalho escravo. Porque é ruim. Muito ruim.   Em vários níveis. Podiam ter, pelo menos, ter usado aquele truque bacana utilizado no logo do Roger Federer, por exemplo.

O projeto é da Baron & Baron (New York, NY)

Bonus: um estudante fez uma versão pra “consertar” o logo errado: 

😆👍🏻

Report

What do you think?

82 points
Upvote Downvote
Hero

Written by Wagner Brenner

Fundador e editor do Update or Die!

44 Comments

Leave a Reply
  1. Post com uma análise extremamente superficial – não é sempre que vejo isso por aqui no update…

  2. Não entendi a polêmica. Com certeza eles quiseram fazer uma homenagem, mostrando graficamente como as costureiras ao redor do mundo que trabalham para eles sentem-se em suas oficinas de costura……Apertadas, sem “respiro” e com o salários espremidos no final do mês. Voila!

  3. De verdade, sem ironia… eu queria muito entender como isso ocorre. Uma puta empresa contrata um puta escritorio e fica uma puta bosta… Alguem explica?

  4. Sério que vcs fizeram piada com trabalho escravo? Sério que isso é post?
    Talvez vcs devessem chamar o mesmo estudante que refez o logo para refazer o texto de vcs.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *