SXSW

Jellysurf, a prancha de surf inteligente que ensina a pegar onda

Depois do Brazilian Storm, o surfe mundial está prestes a encarar uma onda japonesa — pelo menos de tecnologia. Vem lá da terra do sol nascente um gadget novo que foi sensação no Trade Show do SXSW e promete democratizar de uma vez por todas o novo esporte olímpico.

Batizada jellysurf, a prancha é quase como um instrutor eletrônico, porque sinaliza a hora certa de o usuário parar de remar para ficar em pé e ilumina as áreas das posições dos pés, levando em conta o equilíbrio do atleta e a velocidade da onda.

Cadastrada no Kickstarter com o objetivo de levantar quase 27 mil dólares, a jellysurf tem previsão de entrega para setembro de 2020 — e está ainda bem longe de atingir sua meta.

Na descrição do produto, os criadores explicam que a inclusão do surfe nos Jogos Olímpicos de Tóquio, também em 2020, deve atrair mais curiosos às águas e à modalidade, mas que, diferentemente do que muita gente pensa, surfar é uma atividade bastante complexa, e são poucos os que conseguem mesmo ficar em pé na prancha e brincar nas ondas.

“Quando você experimenta aulas de surfe, o treinador fala coisas como ‘por favor, levante-se quando sentir que a onda está empurrando a prancha’, mas esse tipo de conselho não é muito lógico para um iniciante”, explicam.

Para contornar esse desafio, a jellusurf se ilumina por completo na hora exata de se levantar, facilitando assim a vida dos novatos.

Embora os mecanismos sejam realmente úteis para quem está dando os primeiros passos (ou tomando os primeiros caldos) na modalidade, surfistas experientes também podem se beneficiar com o gadget, que são programados para se iluminar de uma determinada maneira quando uma manobra é feita da maneira correta. Então, além de avaliar os próprios movimentos, a fim de atingir a perfeição, os surfistas podem se expressar de uma maneira diferente, usando cores interativas. Com conexão bluetooth, todo o sistema de cor da prancha pode ser facilmente customizado via app.

Embora ainda estejam surfando a boa repercussão do aparelho no SXSW, a companhia japonesa não tira os olhos do futuro: está nos planos da empresa lançar, em meados de 2021, um app que vai substituir o treinador comum, numa revolução que já é chamada de surf 3.0.

Posts Relacionados

#CantStop apresenta Rodrigo de Jesus

CoPosts

Leave a Comment

Ad Blocker Detected!

Refresh