Como você ouviu música nos últimos 30 anos

Um gráfico simples, mas que é uma verdadeira viagem sobre os hábitos de consumo de música dos seres humanos nas últimas 3 décadas. Continuo me surpreendendo como, apesar do poder que as novas tecnologias nos trouxeram, ainda somos guiados pelo mainstream e o quanto a indústria da música ainda tem forte influência nessa expressnao artísitca (pelo menos deveria ser), chamada música. A maioria dos serviços de stream oferecem um catálogo que costuma girar em torno de 35 MILHÕES de músicas. A cauda é super longa, mas a grande maioria das pessoas continuam ouvindo o que outras pe$$oa$ querem que elas ouçam.

Enfim.

O gráfico é da chart daily e mostra direitinho as mudanças dos meios em que a música nos alcança, desde o LPs da minha infância, depois os cassetes (e como cresceram com a chegada do walkman na última metade dos anos 80), o domínio dos CDs durante 20 anos, a chegada dos CDs regraváveis e finalmente, o stream.

Comentários

Vale a pena também ler os comentários sobre como cada era e cada mídia acabam influenciando na maneira em que ouvimos músicas (em que situações) e como escolhemos – ou como escolhem pela gente – as músicas. Por exemplo, o stream tem procurado acertar o modelo de remuneração dos artistas que é infinitamente menor do que na época dos CDs, o que acabou impulsionando shows, etc, etc. Um gráfico simples com muitas leituras.

Default image
Wagner Brenner
Fundador e editor do Update or Die.
Leave a Reply

Ad Blocker Detected!

Refresh