A password will be e-mailed to you.

Nem tudo é pura velocidade em uma cidade grande como São Paulo. Acredite: às vezes, um ventinho suave no rosto que enche as velas de um barco pode ser uma das experiências mais gostosas da vida. Antes de velejar pela primeira vez, não fazia ideia do que era navegar conforme o vento manda.

CYMERA_20170609_235703

Mais surpreendente ainda foi encontrar no meio da capital paulista – mais precisamente na região sul da cidade – a represa de Guarapiranga, um lugar para aproveitar a natureza, relaxar do caos urbano e aproveitar dias ensolarados bem longe da poluição. No meio do passeio dá até para pular na água gelada. É uma delícia!

Como velejar na Represa de Guarapiranga

Se você não sabe velejar, precisa começar do início, fazendo um curso em alguma escola de vela na própria represa. Nós optamos por fazer aulas no São Paulo Yatch Club com o professor Peter Thomas Comber, um inglês muito simpático, que mora às margens da represa e ama ser velejador.

Velejar na Represa de Guarapiranga

velejar na represa de guarapiranga

CYMERA_20170610_000126

Quanto custa

Após concluir o curso, você já pode alugar um dos veleiros dele para velejar por três horas por aproximadamente R$200 em um veleiro 23 pés (para 6 pessoas). Os valores variam de acordo com o tamanho e o modelo do barco.

Mas se o orçamento está apertado, não tem problema. Também é possível aproveitar o Parque Guarapiranga, sentar no gramado, caminhar e pedalar ao longo da represa curtindo a vista e a natureza.

CYMERA_20170610_000246