A polícia chinesa está buscando novas formas de encontrar suspeitos com o uso de óculos escuros com tecnologia de reconhecimento facial. A ideia é detectar criminosos que estejam tentando fugir principalmente pelas estações de trem.

A tecnologia usa uma base de dados de identificação do governo para verificar cada pessoa e permite que as autoridades rastreiem locais em que as câmeras fixas não conseguem monitorar e de forma mais rápida, sendo que em testes o equipamento identificou indivíduos em um banco de dados de 10 mil suspeitos em apenas 100 milissegundos.

Segundo a imprensa local, até o momento, sete suspeitos foram detidos por quatro policiais que estavam usando a tecnologia; e a polícia identificou 26 pessoas que estavam portando identidades falsas, viajando com a identidade de outras pessoas.

O sistema é parte dos esforços da China em criar uma plataforma de monitoramento, por meio de fotos, escaneamento de íris e de digitais, o que vai permitir que o governo possa manter o controle sobre a população.