“Um sushi pixelado!?”. Você deve estar pensando: como isso será possível? Bem, o SXSW está aí para nos ensinar que não há limites para a tecnologia, muito menos para as ideias. Quanto mais absurdas, mais instigantes, não é verdade?

O sushi pixelado é uma ideia vinda de uma empresa chamada Open Meals, que apresentou no SXSW um sushi de 8 bits pixelado e, claro, comestível, proveniente de impressão 3D. Para ficar mais claro: o aspecto de 8 bits é apenas estético, porque esse sushi é quase como o que você pode comer no melhor restaurante de Osaka.

Como é possível?

A partir da Food Base, uma plataforma digital que armazena com precisão certas medidas, como gosto, forma, cor, nutrientes e texturas de diferentes tipos de alimentos para depois ser reproduzido através de uma impressora 3D. Os representantes da empresa disseram ao Mashable que a plataforma é a “base para tornar autêntica a reprodução de alimentos”.

Mas por que pixels? Em cada pixel é injetado diferentes sabores, cores, nutrientes, etc., de modo que, juntos, oferecem um prato como o original, porém pixelado.

O projeto está no início, já que ainda serão necessários testes, estudos e dólares para poder levar diferentes tipos de gastronomia para qualquer lugar, como por exemplo, aos astronautas que poderão desfrutar de menus variados, saborosos e saudáveis, algo que ajudaria nas viagens longas e no gerenciamento de suas reservas e resíduos.

No momento, trata-se de um protótipo e a Open Meals ainda não sabe quando começará a comercializar este projeto, mas temos certeza de que será um sucesso, ao menos para os usuários do Instagram que vão amar publicar comidas pixeladas!


Also published on Medium.