Cinema Entretenimento

10 curiosidades sobre Roma, o filme de Cuarón que está conquistando o mundo

Roma, o longa do diretor mexicano Alfonso Cuarón tem chamado a atenção desde a sua estreia em novembro de 2018. Mas é bem verdade que o filme divide opiniões, há quem o ache espetacular, fale da magnitude da sua fotografia, ou quem não o entenda, e quem simplesmente não goste dele ser em preto e branco, e há também quem diga que “sim é ok, mas nada extraordinário”.

Opiniões à parte, Roma está fazendo um sucesso enorme, já ganhou importantes prêmios e é candidato favorito a vencer o Oscar de Melhor Filme. A produção se propõe a revisitar a Colônia Roma dos anos 70, um bairro tradicional da Cidade do México, a partir do olhar de uma família de classe média, cujo os pilares são as mulheres: a mãe e a babá que cuida da casa.

Entre as muitas interpretações, e mesclado ao saudosismo de Cuarón, Roma traz como principal pilar o brilho e a força da mulher. A mulher que tem devoção pela família (ainda que não seja a sua) e que passa por cima de abuso e machismo com a valentia de uma guerreira, mas munida de amor fraternal.

Roma é um filme sensível. Precisa de tempo para ser absorvido, não é extasiante, excitante e tampouco tem conclusão. Porque Roma fala da realidade e a realidade não tem final, nem nos anos 70 nem hoje, a realidade simplesmente é como é.

Abaixo compartilho algumas curiosidades sobre Roma publicadas pela BBC:

  1. Alfonso Cuarón demorou 10 anos para criar “Roma”.
  2. O filme foi concebido em preto e branco.
  3. Yalitza Aparicio, protagonista da obra, é a primeira mulher indígena mexicana nominada ao Oscar.
  4. Além da indicação de Melhor Atriz, Roma recebeu outras nove indicações, incluindo Melhor Filme e Melhor Diretor. 
  5. Oficialmente, Roma não ganhou nem um centavo. Netflix, sua distribuidora, não divulga os números. 
  6. Roma fez história para Netflix, o filme deu à produção a sua primeira nomeação ao Oscar de Melhor Filme.
  7. A protagonista Yalitza é professora. Não sabia quem era Cuarón, confessou que buscou na internet quem era o diretor antes de ir ao casting. Quem originalmente iria ao teste era a sua irmã, que a convenceu a ir também. 
  8. Os efeitos visuais de Roma demoram o dobro para serem criados do que os de Gravidade (outro filme de Cuarón).
  9. Para conceber Roma foi necessário criar um cruzamento dos anos 70 e a casa onde viveu Cuarón na infância. Foi criando um set enorme para recriar as famosas avenidas Insurgentes e Baja Califórnia, como eram nos anos 70. 
  10. Cuarón dedicou o Globo de Ouro à sua babá, Libo Rodriguez, que serviu de inspiração para a criação da personagem de Cleo, interpretada por Yalitza.

Roma está disponível na Netflix.

Posts Relacionados

Por dentro do cérebro (e das ações da fundação) de Bill

Jacqueline Lafloufa

“Black Mirror: Bandersnatch” vence categoria de melhor filme para a TV no Emmy 2019

Rafael Alves

Netflix comemora marca de 5 bilhões (!) de DVDs enviados

Caio Fischer

Comente

Ad Blocker Detected!

Refresh