in

6 casas de artistas famosos que você pode visitar

A casa de uma pessoa é o seu templo.

Seus detalhes revelam os gostos e o estilo de vida de seus moradores, e como eles gostam de se sentir confortáveis, tranquilos e felizes. Visitar a casa de alguém é uma boa maneira de conhecê-la mais a fundo.

Neste post, você vai conhecer seis casas de artistas famosos que estão abertas ao público, e que você pode visitá-las em diferentes lugares do mundo.

Frida Kahlo – Ciudad de México, La Casa Azul

La Casa Azul, como é conhecida a casa da pintora mexicana Frida Kahlo, que agora é um museu aberto ao público, está localizada no bairro de Coyoacán na região sul da Cidade do México. Lá, Frida cresceu e viveu por muitos anos até posteriormente ser comprada por seu esposo, Diego Rivera, onde viveram juntos até a morte de Frida. O museu conta com habitações intactas, com os pertences de Frida e Diego, e expõe algumas das obras da artista.

Gaudí – Barcelona, Casa Museo Gaudí

Localizada na montanha Turó del Carmel se encontra a Casa Museo Gaudí dentro do Parc Guell, em Barcelona. Parc Guell foi idealizado inicialmente como um projeto de construção de um conjunto residencial com casas de luxo com todas as necessidades ao alcance e rodeada de um grande jardim. A casa onde morou Gaudí foi a primeira construída no projeto, lá viveu o artista de 1096 até 1925. A visita permite conhecer de perto uma das partes íntimas da vida de Gaudí e a sua influência pelo naturalismo.

Pollock – East Hamptons, Pollock-Krasner House and Study Center

Apesar de seu forte reconhecimento como uma das grandes figuras do expressionismo abstrato, Pollock vivia de maneira solitária com problemas com álcool e depressão. Em 1945 se casou com Lee Krasner e juntos se mudaram para uma casa em East Hamptons, ao norte do estado de Nova Iorque. 

Foi no local que o artista aperfeiçoou sua técnica de dripping, pela qual ganhou notoriedade. A visita ao Pollock-Krasner House and Study Center, que é um dos monumentos nacionais mais importantes do país, é uma interessante introspecção à vida de um dos artistas contemporâneos mais importantes dos Estados Unidos.

Monet – Giverny, Fondation Claude Monet à Giverny

Em 1883, Claude Monet chegou à Giverny, um pequeno povoado a 80 quilômetros de Paris. Ali, se instalou com sua família e foi seu lar até o dia de sua morte em 1926. O pintor desenhou e se dedicou a cuidar do jardim – para que o mesmo se parecesse com uma pintura floral. A casa é um espaço único e serviu como uma das principais inspirações do artista, estando aberta ao público onde é possível encontrar artigos pessoais e ver os belíssimos jardins que até hoje florescem.

Miró – Mont-roig del Camp, Tarragona Mas Miró

Joan Miró chegou à Mont-roig pela primeira vez em 1911 para se recuperar de uma doença. Foi no local que o pintor se inspirou para criar as obras que o qualificam com um dos mais importantes artistas contemporâneos. A área serviu como inspiração para o pintor e como modelo de várias de suas obras. Em 2018, o museu abriu as suas portas para o público, oferecendo um olhar único a um dos poucos estúdios conservados ao longo do tempo.

Carlos Páez Vilaró, Punta Ballena, Casapueblo

Casapueblo é a antiga casa de verão do artista plástico e arquiteto uruguaio Carlos Páez Vilaró. A casa foi desenhada por Vilaró e tem um estilo semelhante ao das casas da costa mediterrânea de Santorini. Atualmente, o local é uma cidadela-escultura que inclui um museu, uma galeria de arte e um hotel chamado Hotel Casapueblo.

Reportar

Mentor

Escrito por Paula Romano

Jornalista freelancer interessada em arte, tecnologia, cultura e sempre em busca de novas histórias. Uma pessoa que adora viajar, descobrir novidades, aprender, filosofar e que fica feliz com a companhia de um chá, um felino e um bom livro no colo.

Story MakerContent Author100 Posts Mr. Postman!Votador!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Gostou do post?

84 points
Upvote Downvote