Fotografia

Depois de teste de DNA, fotógrafo Hugo Santarem retrata sua própria origem no Quênia e Etiópia

O fotógrafo brasiliense Hugo Santarem está de volta aos nossos posts (veja também os retratos das mulheres tatuadas de Chin Village que publicamos anteriormente).

Nesta série, os retratos vêm do interior do Quênia e da Etiópia, dois países com uma cultura fantástica e que ficam alí naquela orelhinha no leste da Africa e que foram escolhidos pelo Hugo por conta de uma jornada pessoal depois de conferir os resultados de seu teste de DNA e ter se interessado por conhecer sua ancestralidade mais de perto.

Aliás, algo que todos que tenham essa possibilidade, deveriam fazer, enquanto ainda temos essas culturas ancestrais preservadas. Os adornos, as vestimentas, as pinturas, as rugas na pele de um povo muitas vezes sofrido pelas dificuldades locais… tudo absolutamente incrível.

clique nas imagens para enquadrar

O tratamento das imagens é impecável. Por Ricardo Moreira.

Comente

Ad Blocker Detected!

Refresh