in

And the winners are…

Aqui no CES, no Keynote de abertura da LG, um dos fundadores da Singularity University, Peter Diamandis, foi convidado para falar sobre as tecnologias exponenciais – especialidade da organização que esta sediada perto da minha casa, no campus da NASA do Vale do Silício.

Ele citou a evolução e a completa modificação que as industrias de Saúde, Educação e Varejo devem sofrer com a queda nos preços de componentes eletrônicos e avanço de Inteligência Artificial. Se somarmos as declarações dele às da CEO da IBM, Ginni Rometty, que acredita que 100% das profissões devem ser modificadas, graças a essa mesma combinação, não reconheceremos o mundo em 2025, o próximo milestone dos disruptores.

Essas tendências são percebidas nos vencedores das premiações dadas as melhores startups e produtos mais criativos de CES.

Deixando de lado a polêmica sobre o vibrador feminino que foi retirado da concorrência pela organização do evento, algumas das novidades são:

Atendendo as necessidades da população que esta envelhecendo com poder aquisitivo alto e saúde boa (um novo e interessantíssimo público consumidor está surgindo aí) está sendo lançada a cadeira de massagem que evita trombose, o sapato que avisa os cuidadores se a pessoa caiu, as cadeiras de roda moderníssimas que devolvem acessibilidade, o jogo de xadrez que treina várias funções cognitivas.

Para outros públicos vi a meia de bebê que envia para o aplicativo dos pais a temperatura e batimentos cardíacos,  as garrafas de água que limpam germes (imagina isso na África e locais que não ha saneamento básico), o espelho que tem 50 funções diferentes entre personal stylist e personal trainer e o celular com as mesmas funcionalidades corporativas de um laptop, que projeta o teclado em qualquer superfície e facilitará a vida de quem apresenta projetos em clientes ou trabalha em co-working spaces.

Whill Autonomous Drive: cadeira de roda super moderna. (foto: Natasha de Caiado Castro)
LARQ: garrafa de água inteligente que limpa os germes. (foto: Natasha de Caiado Castro)

Outros gadgets interessantes são a privada inteligente que adapta a quantidade de água aos “dejetos” que recebe, o pote de ração inteligente que se abastece automaticamente, um aplicativo de pontos turísticos e melhores rotas para quem gosta de correr em viagens de negócio, o device de ouvido que parece uma aparelho de surdez e faz tradução simultânea utilizando 5 plataformas diferentes, entre elas o Google Translate. Um equipamento de impressora 3D que produz 100% das partes de aparelhos de surdez, a maçaneta que controla entrada de ar baseada na qualidade do ar interno do ambiente e a cinta que mostra batimentos cardíacos dos bebes em gravidas, além de vários outros lançamentos que também estão expostos, mas tem um que me chamou muito atenção…

Waverly Labs: device de ouvido que faz tradução simultânea. (foto: Natasha de Caiado Castro)
Owlet Baby Care: cinta mede os batimentos cardíacos do bebê dentro da barriga da mãe. (foto: Natasha de Caiado Castro)

… uma lata de lixo da Vesper que tem 3 microfones acoplados que captam o comendo “open can” (abra lata) para jogar o lixo.

Lata de lixo da Vesper que reconhece o comando “open can”

A pergunta que não se cala… como consegui viver sem este até hoje?

Ainda somente o segundo dia de evento… there’s more to come!

Reportar

Updater

Escrito por Natasha de Caiado Castro

Natasha mora no Vale do Silício e está sempre pesquisando inovações. Ela é fundadora da Wish International Events Management, agência de turismo corporativo no ramo MICE, com operações em vários países.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Gostou do post?

82 points
Upvote Downvote