Bahia ganha museu dedicado a cadeiras

No final de 2018, a Bahia ganhou o “Museu das Cadeiras Brasileiras”.

Ocupando o casarão que antes era sede do Sindicato Rural de Belmonte, município no litoral sul do Estado, o novo ponto turístico reúne cadeiras que documentam a cultura de diferentes épocas, trazendo questões relacionadas à status social dos seus antigos donos e tendências de design do período. 

A iniciativa de sua criação foi de Zanini de Zanine, filho de Zanine Caldas. Um dos mais importantes designers brasileiros, Caldas (1919-2001) foi ainda maquetista, moveleiro e arquiteto. Nasceu e residiu no endereço que, hoje, funciona o Museu.

Seu filho, Zanini, também é designer é desenvolveu o projeto do estabelecimento ao lado de Daniel Katz, da Katz Construções, e da Secretaria de Cultura e Turismo de Belmonte. Já a organização do acervo ficou a cargo de Christian Larsen, curador do The Metropolitan Museum of Art, de New York. 

Além de cadeiras, o espaço deve receber em breve desenhos, peças de mobiliário, fotografias e maquetes de Zanine (o pai). Entre os itens já presentes ali, estão obras de brasileiros como Humberto Campana, Paulo Alves, Carlos Vergara, Aida Boal, Joaquim Tenreiro, Carol Gay, Claudia Moreira Salles, Domingos Totora, Estevão Toledo, Etel Carmona, Fernando Mendes e Flávio Franco. 

Algumas peças:

Default image
Gustavo Giglio
Updater, sócio do UoD, diretor de marketing/novos negócios.

One comment

Leave a Reply

Ad Blocker Detected!

Refresh