Burnout | Reinvente-se… or die!

[mks_icon icon=”fa-user” color=”#efcd21″ type=”fa”]  POR ROBERTA CARUSI

burnEstamos todos no mesmo barco. Trabalhando pacaraca. Respondendo e-mail do cliente às dez da noite, whatsapp do coleguinha às onze, pensando no job de amanhã enquanto lê isso aqui. Almoçando no teclado, digitando na pizza e respondendo que tá na correria, como é que tá lá, precisamos marcar e vai passando.

Quando você vê, tá dentro do carro, no meio da Faria Lima, duas da manhã, pensando “putamerda, tô indo pra agência ou voltando?” E um dia, do nada, você tem um colapso físico, mental e emocional. Um burnout. E aí você olha pra trás e fala: hmmm, é… eu devia ter reparado.

A gente acha que tá cansado, mas todo mundo tá cansado. Todo mundo tá correndo. Todo mundo tá dando conta.

Aquele sonho que você tem vai sendo empurrado com a barriga porque peraí, já vejo isso, primeiro deixa garantir aqui uma grana/posição/vai-saber-o-que-te-motiva.

Aquele emprego dos sonhos te deixa infeliz. Você sai de casa de manhã arrastando uma âncora.

E, um dia, pof.

Foi o que aconteceu comigo. Pof. E seguiu-se um ano de médicos e conhecidos me falando que eu tava de frescura, tava velha, tava desmotivada, tava precisando de um psiquiatra. Você lá fodido, panicado, se sentindo um lixo e ouvindo isso.


O QUE É BURNOUT?


Agora estou melhorando, achei os tratamentos certos, entendi o que rolou, descobri que a cura é a reinvenção total. É ter coragem de chafurdar em tudo o que a gente deixou pra lá enquanto tava ganhando grana/posição/vai-saber-o-que-te-motiva.

Como perceber o que tá acontecendo pra evitar o pof? Pois bem. Eu resolvi compartilhar minha experiência de recuperação depois de chegar no limite máximo do stress.

Já reparou que todo mundo te conta que tava mal e ficou bem? Fulano foi demitido, mas agora é picão. Beltrano caiu, mas agora tá todo pimpão. Como foi esse caminho, heim? Como o cara tirou o pé da lama e chegou lá em cima? O que ele aprendeu? O que ajudou? O que atrapalhou? O que você poderia aprender com os erros dele?

Essa é a proposta do canal Diário do Burnout, que eu comecei para compartilhar tudo isso. Porque a gente tá no mesmo barco e, se não cuidar, uma hora… pof.

Diário do Burnout.

Default image
Guest Post
Série do UoD que traz sempre um convidado especial para fazer um update que vale por um upgrade.

One comment

  1. Muito importante o aqui exposto.
    Seria também muito bom, devido à dificuldade de diagnóstico, dar dicas dos caminhos a serem trilhados para o diagnóstico e também e principalmente o tratamento do problema.

Leave a Reply

Ad Blocker Detected!

Refresh