in

“Um Final” por George R. R. Martin

Leia o post, na íntegra, que o escritor compartilhou sobre o final de Game of Thrones.

O popular escritor de Game of Thrones publicou um texto, em seu blog pessoal na segunda-feira, falando sobre o final da série na HBO, um pouco do futuro e dos livros. Publico aqui, traduzido livremente para vocês. – O post blog original pode ser conferido aqui.

“Um Final” por George R. R. Martin

A última noite, o último show. Depois de oito temporadas épicas, a série GAME OF THRONES da HBO chegou ao fim.

Que a verdade seja dita, é difícil acreditar que acabou. Os anos passaram em um piscar de olhos. Será que realmente já se passou mais de uma década desde que meu empresário Vince Gerardis marcou uma reunião no Palm, em Los Angeles, e eu me sentei pela primeira vez com David Benioff e D.B. Weiss para um almoço que durou além do jantar? Perguntei-lhes se sabiam quem era a mãe de Jon Snow. Felizmente, eles sabiam.

Foi assim que tudo começou. Acabou a noite passada.

Eu não tinha ideia, naquela tarde no Palm, que estava prestes a embarcar em uma jornada que mudaria minha vida. Eu tinha optado por livros e histórias para televisão e cinema antes. Alguns até foram feitos, mas não havia como saber que este seria diferente, que o piloto não só seria feita, mas continuaria a se tornar o show de maior sucesso na história da HBO, ganhando um número recorde de Emmy Awards, tornando-se o programa mais popular (e mais pirateado) do mundo, e transformou um grupo de atores talentosos, mas desconhecidos, em grandes celebridades e estrelas. Menos ainda imaginei que, de alguma forma, também me tornaria uma celebridade… E, para falar a verdade, ainda não sei como isso aconteceu.

Foi uma aventura fantástica, para dizer o mínimo.

Quero agradecer às pessoas, mas são muitas. Havia quarenta e dois membros do elenco na estreia da oitava temporada em Nova York, e nem eram todos eles. E a produção, embora menos visível que o elenco, não eram menos importantes. Tivemos algumas pessoas incríveis trabalhando neste show, como todos os Emmys são testemunhas. David e Dan montaram uma equipe de campeões. Os diretores foram incríveis também. Eu deveria começar a citar nomes, mas eu esqueceria de alguém, foram tantos. Mas eu preciso mencionar David Benioff, Dan Weiss, Bryan Cogman (a terceira cabeça de dragão, como eu disse no recente artigo da VANITY FAIR sobre ele) e, claro, a grande equipe da HBO, liderada por Richard Plepler. Qualquer outro canal e o GAME OF THRONES não teria sido o que se tornou. Na maioria das outras redes, esta série nunca seria produzida.

Eu poderia continuar e continuar… E tenho continuado, enquanto escrevo este post na minha cabeça… Mas há realmente muito a se dizer. Parting is such sweet sorrow, escreveu o Bard. Nas próximas semanas e meses, eu posso postar alguns dos meus momentos favoritos do making of deste show… De vez em quando, quando estiver me sentindo nostálgico… Mas agora, há tantas memórias, e não há tempo para fazê-las toda justiça.

Deixe-me dizer isso – a noite passada foi um final, mas também foi um começo. Ninguém irá se aposentar tão cedo. David e Dan estão indo para STAR WARS e outros projetos além disso. A Amazon pegou Bryan Cogman e o colocou para trabalhar no desenvolvimento de seus próprios programas, além de poder ajudar em seu grande projeto de Tolkien. Nosso brilhante elenco se espalhou aos quatro ventos, mas você verá muitos deles nos próximos anos, em todos os tipos de programas de televisão e filmes. Nossos diretores estão se mantendo ocupados também. Eu suspeito que você não tenha visto o último de Westeros em seus aparelhos de televisão também, mas eu acho que tudo depende de como alguns desses shows sucessores terminarem.

E eu? Eu ainda estou aqui e ainda estou ocupado. Como produtor, tenho cinco shows em desenvolvimento na HBO (alguns não ligados com o mundo de Westeros), dois no Hulu, um no History Channel. Estou envolvido em vários projetos futuros, alguns baseados em minhas próprias histórias e livros, alguns em material criado por outros. Há esses curtas-metragens que espero fazer, adaptações de histórias clássicas de um dos escritores mais brilhantes, peculiares e originais que nosso gênero já produziu. Eu até consultei para um videogame que saiu no Japão. E então tem o Meow Wolf

E eu estou escrevendo. O inverno está chegando, eu te disse, há muito tempo… E assim será. O vento do inverno está bem atrasado, eu sei, eu sei, mas será feito. Não vou dizer quando, tentei isso antes, e acabou por decepciona-los e azarar a mim mesmo… Mas vou terminar, e então virá A DREAM OF SPRING.

Como tudo vai acabar? Eu ouço as pessoas me perguntando. O mesmo final do show? Diferente?

Bem, sim. E não. E sim. E não. E sim. E não. E sim.

Eu estou trabalhando em um meio muito diferente do David e Dan, nunca esqueça. Eles tiveram oito horas para esta temporada final. Eu espero que esses dois últimos livros preencham 3000 páginas de manuscritos antes de eu terminar… E se mais páginas, capítulos e cenas forem necessários, eu os adicionarei. E, claro, o efeito borboleta também funcionará; Aqueles de vocês que seguem este Not A Blog vão lembrar que eu tenho falado sobre isso desde a primeira temporada. Há personagens que nunca apareceram na tela, e outros que morreram no programa, mas ainda vivem nos livros… Então, se nada mais, os leitores aprenderão o que aconteceu com Jeyne Poole, Lady Stoneheart, Penny e seu porco, Skahaz Shavepate, Arianne Martell, Darkstar, Victarion Greyjoy, Ser Garlan the Gallant, Aegon VI, e uma miríade de outros personagens, grandes e pequenos, que os telespectadores nunca tiveram a chance de conhecer. E sim, haverá unicórnios… De certa forma .

Livro ou show, qual será o final “real”? É uma pergunta boba. Quantas crianças Scarlett O’Hara tem?

Que tal isso? Vou escrever. Você vai ler. Então todos podem decidir e discutir sobre isso na internet.

George R. R. Martin

Tomei a liberdade de adicionar alguns links e destacar pontos importantes que Martin citou. E para encerrar, vale lembrar que o último episódio de #GoT registrou uma audiência de 19.3 milhões de pessoas assistindo em tempo real, e bateu recordes.

É isto, nos vemos em Westeros… Ou mais ao oeste.

Reportar

Hero

Escrito por Julio Moraes

Julio Moraes é empresário e atua na área de estratégia e planejamento em Marketing & Digital há mais de 16 anos e conta com trabalhos em mais de 20 empresas nacionais e internacionais. Atualmente vivendo e trabalhando em Los Angeles e com trabalhos ganhadores do EMMY® - The Television Academy e indicados ao HFPA® Golden Globes.

2 Comments

Leave a Reply
  1. Que grande decepção pra mim é o George RR Martin, obvio que não como escritor (nisso ele é um gênio), mas como pessoa. Pra mim é claro e cristalino que ele colocou o sucesso, fama e dinheiro na frente de seus leitores.
    Faz 8 anos que ele lançou publicou o quinto livro da série OITOOOOO ANOS!!!! E vem dizer que ainda não acabou o resto!?
    É um descaso com os leitores, eu até acho que muito provavelmente ele deveria ter um contrato para não lançar os outros livros enquanto não finalizava a série, mas o mínimo que esse mercenário podia ter feito é ter deixado pronto o manuscrito dos últimos dois livros.
    Moral da história: Se vc ainda não leu os livros, não perca tempo, ninguém sabe se ees velho obeso vai viver pra escrever os outros que faltam.

  2. Bem bacana! A série realmente mudou na reta final, acelerou e atropelou as coisas, o que matou um pouco da riqueza dos personagens, mas tem um cronograma a cumprir. Vou aguardar ansioso o livro para ver como ele fecha o enredo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Gostou do post?

299 points
Upvote Downvote